20 de junho de 2024

EMPRESA DE RÁDIO ACUMULA CINCO MESES DE SÁLARIOS ATRASADOS E PROPRIETÁRIO AGRIDE VERBALMENTE FUNCIONÁRIO DURANTE COBRANÇA DO SINDICATO

Em um episódio chocante de falta de pagamento de salários e violência verbal no ambiente de trabalho, a empresa de rádio 96,1 Sul fluminense, está enfrentando sérias acusações por atrasos salariais e um incidente perturbador envolvendo seu proprietário. A situação vem gerando indignação e levanta questões sobre a proteção dos direitos dos trabalhadores no setor de radiodifusão.


Segundo informações obtidas pelo sindicato dos radialistas, os funcionários da empresa estão sofrendo com a falta de pagamento de seus salários há cinco meses consecutivos. Essa situação precária tem impactado diretamente a vida e o bem-estar desses profissionais, que dependem desses rendimentos para suas despesas básicas e sustento de suas famílias.

Diante desse cenário alarmante, o sindicato decidiu intervir e cobrar explicações do proprietário da empresa de rádio. Durante a conversa pelo telefone entre representantes do sindicato e o dono, a tensão atingiu seu ápice quando o empresário proferiu xingamentos direcionados a uma funcionária, demonstrando total desrespeito e falta de consideração pelos seus colaboradores.

Essa atitude ofensiva por parte do proprietário reflete um profundo descaso com os direitos trabalhistas e a dignidade dos funcionários. Além de sofrerem com o atraso de seus salários, esses profissionais tiveram que lidar com a humilhação e a agressão verbal no ambiente de trabalho, o que é inaceitável em qualquer circunstância.

Diante desse episódio preocupante, o sindicato dos radialistas está tomando medidas legais para garantir que os funcionários recebam seus salários atrasados devidamente e que o proprietário da empresa seja responsabilizado por suas ações. Além disso, a entidade está buscando o apoio de outras organizações e da opinião pública para combater a exploração e o desrespeito aos direitos trabalhistas.

Espera-se que as autoridades competentes investiguem o ocorrido e tomem as medidas cabíveis para assegurar que casos como esse não se repitam. É fundamental que o poder público esteja atento às condições de trabalho e ao cumprimento das leis trabalhistas, a fim de garantir um ambiente laboral justo e respeitoso para todos os trabalhadores, independentemente do setor em que atuem.

Dono de rádio agride funcionária verbalmente durante conversa com representante do sindicato dos radialistas.

About The Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Categorias

Redes Sociais

Verified by MonsterInsights